INSS vai pagar indenização de R$ 750 mil à família de ladrão morto por mãe PM

INSS vai pagar indenização de R$ 750 mil à família de ladrão morto por mãe PM

INSS vai pagar indenização

INSS vai pagar indenização de R$ 750 mil à família de ladrão morto por mãe PM é  FAKE NEWS

O CASO

A policial matou um criminoso em frente a escola no Jardim dos Ipês, Suzano (São Paulo), ela estava do lado de sua filha de sete anos. O Caso ocorreu na manhã do dia 12 de maio 2018.

As mães e as crianças aguardavam a abertura dos portões da escola particular Ferreira Master, quando o Ladrão, identificado como Elivelton Neves Moreira de 21 anos, abordou as mães com um revólver calibre 38. A Cabo Katia da Silva Sastre, de 42 anos surpreendeu  o assaltante com 3 disparos no peito e na perna. Ele foi encaminhado à Santa Casa da Cidade, não resistindo e vindo a falecer.

A Fake News

Esta Fake News aproveita a polêmica para "viralizar" na internet, a mensagem diz que a família de Elivelton Neves Moreira recebeu uma suposta indenização e pensão do Estado durante sua tentativa de assalto, porém a mensagem consta muitas falhas e problemas , segue-se alguns pontos essenciais:

1º - A mensagem não possui fonte confiável e são originadas de sites que propagam Fake News;

2º -  A indenização por quem pratica assalto, é uma ação absurda.

3º - O Valor de R$ 2.999 citado na Fake News não bate com o valor de R$ 1.319,18, que corresponde ao pagamento da previdência de 2018.

4º - O INSS não tem nenhuma relação com a Policial Militar, por que deveria pagar indenização?

5º - De acordo com o INSS, não foi identificado registros de benefícios para a família do Sr. Elivelton e o mesmo não possui qualidade de segurado da Previdência Social.

6º - O Governador Márcio França presenteou a PM Katia Sastre com flores após matar assaltante

Segue a Fake News abaixo :

“O INSS concedeu indenização de R$ 750 mil por danos morais à família do ladrão, morto no último sábado (12), por uma policial militar de folga que aguardava as comemorações de Dia das Mães na frente de uma escola em SP. Além da indenização, o INSS concedeu à família, uma pensão no valor de R$2.999 mensal.

A indenização foi aprovada após o advogado e defensor dos direitos humanos, entrar com o pedido junto à previdência social.

A Procuradoria-Geral do Estado disse que o estado já foi intimado da sentença e irá interpor recurso no prazo legal se necessário.

A morte ocorreu, quando o suspeito, de 21 anos, chegou apontando um revólver calibre 38 na direção das mães e crianças que aguardavam na porta do Colégio Ferreira Master, unidade particular, que fica no bairro Cidade Cruzeiro do Sul, em Suzano. De acordo com funcionários da escola, mesmo após o ocorrido a comemoração de Dia das Mães foi realizada e que, somente após o término das atividades a direção irá se pronunciar.

Na decisão, os advogados que representam a vitima disse que: "assente o dever de indenizar, não resta a menor dúvida quanto à ocorrência dos danos morais que acometem os pais e irmão em razão da trágica, hedionda morte de mais um de nossos jovens negro, e da periferia."

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE